Pedro Lains: As conversas e o futuro

 

E depois ainda dizem que isto e aquilo, que este blogue está a ver mal a coisa, que o que se deve é discutir, sociedade civil para aqui, debate para ali, sim e coisa, é preciso vontade, etc. e tal, a reforma do Estado, mercado laboral, certo, juros da dívida em baixa, confiança. Pois, feliz ou infelizmente, eu é mais números, e os números são estes (porventura ainda optimistas). E dizem que vão ser deitados mais uns milhares de milhões pela borda fora. Que bom que era poder ensinar-se macroeconomia nas ruas, nos pacotes de castanhas, por exemplo. Assim, as pessoas veriam que o “enorme aumento de impostos” foi culpa da austeridade de 2012, e que os 4 mil milhões de cortes são a mesma face da mesma moeda ou, por outras palavras, veriam a austeridade para falhar de 2013, sobre a austeridade já falhada de 2012. A alternativa? Parar. Como? Por exemplo, assim. O resto é conversa, muita conversa.

 

Pedro Lains: As conversas e o futuro

Advertisements
This entry was posted in Pedro Lains. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s